18 março 2006

“Espelhos...” (un)interrupted!

Vi Capote, o filme (Bennet Miller, 2005). Sem dúvida, o melhor filme, pela intensidade e densidade dramáticas! Repararam na descrição de Perry Smith a Truman Capote sobre como ele “decidiu” cometer o assassinato? Espelhos...? Deixo-vos o resultado do assalto à minha mente pela língua de Capote. Lentamente:

What you are,
Within,
You will not be.
Others know you are,
Less you will be,
Free,
To be,
Within.
Others know you are,
Command that will be.
Before within is without,
Just pause!

4 comentários:

Suzana Couto disse...

João, também adorei Capote. incrível. me deixou de cabelo em pé. Curto muitos seus poemas no blogue! :)
O que aconteceu com a lista de colaboradores que apareceia nele?
beijão suzi

Maria Guimarães disse...

uai, tá lá em cima, a lista de colaboradores. não aparece no teu?

João Alexandrino disse...

fico feliz Suzi! :)
maria disse-me que estás a escrever sobre a ilha gelada! aguardamos ansiosamente. ah, "til hamingju" quer dizer PARABÉNS!!! na língua da ilha gelada.

Anónimo disse...

Super color scheme, I like it! Good job. Go on.
»